Vanguard apaga ato desrespeitoso ao Alcorão, e Activision se desculpa – Jogos – Tecnoblog

Hamilton emociona fãs após erguer bandeira do Brasil: ‘Inglês mais brasileiro do planeta’ – Esportes
novembro 14, 2021
A Sérvia impacta Portugal. E vai à Copa com a Espanha e a Croácia. – Prisma
novembro 14, 2021

Vanguard apaga ato desrespeitoso ao Alcorão, e Activision se desculpa – Jogos – Tecnoblog

Em comunicado enviado à imprensa nesta quinta-feira (11), a Activision informou ter removido conteúdos desrespeitosos de Call of Duty: Vanguard e pediu desculpas pelo erro. O caso aconteceu no mapa do modo Zumbis, o qual tinha diversas páginas do Alcorão — o livro sagrado do Islã — rasgadas e ensanguentadas espalhadas pelo chão.

Call of Duty: Vanguard (Imagem: Divulgação/Activision)
Call of Duty: Vanguard (Imagem: Divulgação/Activision)

Desde o início desta semana, jogadores muçulmanos de CoD: Vanguard e sites árabes dedicados ao jogo começaram a postar fotos do mapa nas redes sociais. No Twitter, um perfil usou a mira telescópica de uma arma para mostrar as páginas no chão com palavras escritas na língua árabe.

Em tradução livre, o tweet do usuário @BKTO0R diz: “Irmãos, acho que encontrei páginas do Alcorão no chão do mapa do Zumbis. Isso deve ser removido o mais rápido possível, se eu estiver correto”. A Activision ouviu as reclamações e tirou as páginas do mapa.

No comunicado, a Activision não descreveu em detalhes o conteúdo das páginas, mas reconheceu que “havia conteúdo insensível à comunidade muçulmana”. Em seguida, a empresa se desculpou por ter incluído uma referência inadequada em CoD: Vanguard.

“Isso nunca deveria ter aparecido no jogo como aconteceu. Nós nos desculpamos profundamente. Estamos tomando medidas internas imediatas para resolver a situação e evitar tais ocorrências no futuro”, falou a Activision.

Vale mencionar que o modo Zumbis de CoD: Vanguard foi desenvolvido pela Treyarch, mesmo produtora de Call of Duty: Black Ops Cold War. A campanha principal e o mutiplayer ficaram nas mãos da Sledgehammer Games. Até o momento, a Treyarch não comentou sobre o assunto.

Call of Duty já cometeu o mesmo erro antes

Essa não é a primeira vez que um jogo de Call of Duty precisa remover conteúdos impróprios. Em 2012, por exemplo, o mapa Favela foi apagado durante algum tempo de Call of Duty: Modern Warfare 2 — desenvolvido pela Infinity Ward e lançado em 2009.

Naquela época, jogadores muçulmanos ficaram ofendidos com um trecho do game no qual havia duas pinturas penduras em um banheiro com citações do profeta Maomé. Os quadros ficavam logo acima de vasos sanitários e tinham a frase “Allah is beautiful and He loves beauty” (Allah é belo e Ele ama a beleza, em português).

A Activision também se desculpou nesse caso e removeu o conteúdo antes de colocar o mapa na rotação do multiplayer novamente.

Com informações: Polygon.

Fonte da Notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *