Rogério Ceni sabe. O peso da final do Carioca está nas suas costas – Prisma

Tim Cook defende relação entre Apple e China que pode expor usuários
maio 21, 2021
Influenciadores no TikTok ensinam a investir em criptomoedas | Finanças
maio 22, 2021

Rogério Ceni sabe. O peso da final do Carioca está nas suas costas – Prisma



São Paulo, Brasil


Ele é o personagem principal no Fla-Flu decisivo, que indicará o campeão carioca de 2021.


Não se trata de Gerson, que pode anunciar sua ida ao Olympique de Marseille, após a decisão.


Nem de Fred, desesperado para voltar a conquistar um título pelo Fluminense.


Muito menos o reserva Paulo Henrique Ganso que está para voltar ao Santos.


Rogério Ceni estará no centro das atenções.


Porque de todos os envolvidos na final é o único que não pode perder.


Se o Flamengo sair derrotado, não conseguir o tricampeonato carioca, o treinador terá um enorme abalo no seu já contestado trabalho.


O técnico que vive momentos de instabilidade desde que chegou na Gávea, estará disputando a final do campeonato cujo título é obrigatório. Tamanha a distância técnica entre os elencos que disputam o torneio. O Fluminense é uma equipe com muito menos recursos que o rubro-negro.


Mas a desconfiança sobre Ceni só se acumula. Desde as eliminações na Copa do Brasil e da Libertadores em 2020. Mesmo na conquista do Brasileiro, o treinador foi muito criticado. 


O bicampeonato Supercopa do Brasil veio nos pênaltis, sofrida, contra o Palmeiras.



Ele jamais conseguiu que o Flamento tivesse a mesma intensidade dos tempos de Jorge Jesus.


O desgaste só aumentou nos últimos dias. Com o vazamento que a contratação do zagueiro Bruno Viana não foi pedida por ele.


Além de ter desprezado seu apelo público, que o Flamengo não vendesse jogadores importantes, com a diretoria negociando, aceitando vender Gerson.


Na partida contra a LDU, ele poupou Isla, Filipe Luís, Arrascaeta e Bruno Henrique. Colocou três zagueiros, o trio rejeitado pela torcida, pela imprensa, conselheiros: Gustavo Henrique, Bruno Viana e Léo Pereira. O resultado foi péssimo. O time jogou muito mal, teve Arão expulso aos 15 minutos de partida. O empate em 2 a 2 acabou sendo um prêmio. Assim como havia sido pela igualdade no mesmo placar, contra o La Calera, no Chile.


Os muros da Gávea amanheceram pichados, na quinta-feira. 


“Ceni burro.”


Mas a cena constragedora na partida no Maracanã foi a de Gabigol confrontando Rogério Ceni, depois da expulsão de Arão. Ele sairia. O atacante quis ver a prancheta do treinador e o convenceu a tirar Everton Ribeiro para que entrasse o volante João Gomes.



Vazou também a notícia que Cein havia feito um treinamento com esses três zagueiros juntos.


Ceni evidentemente poupou seu time na Libertadores para o confronto de hoje.


E terá de arcar com isso.


No clássico do sábado passado, com seu time titular não conseguiu vencer o Fluminense. Teve de se contentar com um empate suado.


Desde que desembarcou no Rio de Janeiro, em novembro, o técnico não conseguiu corresponder às expectativas.


E sempre teve uma sombra incômoda.


Renato Gaúcho.


Grande parte do clube é encantada pelo ex-atacante.


A recíproca é verdadeira.


E, depois de cinco anos ocupado no Grêmio, Renato Gaúcho está desempregado, fácil de contratar.


Recusou o Corinthians pensando no Flamengo.


Cabe a Rogério Ceni não dar essa chance.


Vencer o Fluminense hoje é a certeza de, pelo menos, um período de alívio.


A derrota não significa a demissão sumária.


Mas uma fragilização que pode ter consequências na Libertadores, Brasilerio e Copa do Brasil.


O treinador sabe muito bem o que se passa. Basta acompanhar o notíciario carioca. Ele é tratado sem o mesmo cuidado que era reservado a Jorge Jesus.


Para evitar o pior, ele colocará todos os seus titulares que puderem jogar. Ele trabalhou muito com Rodrigo Caio, que quer ver na zaga de qualquer maneira amanhã.


Os Estaduais pouco agregam aos clubes campeões. Pesam, no entanto, aos que são derrotados.


Mas hoje, no Maracanã, só uma pessoa está proibida de perder.


Ela se chama Rogério Mücke Ceni…



Fonte da Notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *