Review Amazon Fire TV Stick 4K: um dongle com muitos acertos [análise/vídeo]

F1 – Verstappen supera Ferraris em TL3 parado duas vezes em Mônaco
maio 22, 2021
Com os estoques em situação de emergência total, Hemosul atende até às 17 deste sábado (22) – Portal do Governo de Mato Grosso do Sul
maio 22, 2021

Review Amazon Fire TV Stick 4K: um dongle com muitos acertos [análise/vídeo]

O Fire TV Stick 4K é o primeiro dongle Ultra HD da Amazon a desembarcar no Brasil. Além da alta resolução, o dispositivo, responsável por deixar a sua TV mais inteligente, agora traz um novo controle remoto e com botões dedicados de streaming. O gadget ainda tem Dolby Atmos, Dolby Vision, tem suporte ao HDR10+ e 8 GB de espaço interno. Para levar a versão 4K, você terá que desembolsar R$ 449. Vale a pena?

Será que a Amazon acertou? Eu passei alguns dias com o Fire TV Stick 4K e compartilho a minha experiência de uso neste review.

Análise do Amazon Fire TV Stick 4K em vídeo

Aviso de ética

O Tecnoblog é um veículo jornalístico independente que ajuda as pessoas a tomarem sua próxima decisão de compra desde 2005. Nossas análises não têm intenção publicitária, por isso ressaltam os pontos positivos e negativos de cada produto. Nenhuma empresa pagou, revisou ou teve acesso antecipado a este conteúdo.

O Fire TV Stick 4K foi fornecido pela Amazon por doação e não será devolvido à empresa. Para mais informações, acesse tecnoblog.net/etica.

Kit e instalação

Amazon Fire TV Stick Lite e Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Amazon Fire TV Stick Lite e Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Caso já esteja familiarizado com os dongles da Amazon, você, então, irá perceber que a empresa não mexeu muito no design do produto. Ele é maior que o Fire TV Stick Lite, mas continua discreto, portátil e, como tem Bluetooth, é possível deixar o equipamento escondido na traseira da TV ou do monitor. Infelizmente, a Amazon manteve a entrada microUSB de energia, porém, na prática, a conexão não deve te atrapalhar.

O grande destaque desta geração é o novo controle remoto. Além do design mais moderno, a Amazon, enfim, adicionou um botão para o seu próprio serviço de streaming (o Prime Video) e você ainda tem acesso rápido à Netflix, Disney+ e Amazon Music. Existe ainda um botão para ligar e desligar a TV, e o dedicado para acionar a Alexa, agora está mais destacado.

Controles Amazon Fire TV Stick Lite e Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Controles Amazon Fire TV Stick Lite e Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Na caixa, a empresa envia o cabo microUSB para energizar o dongle; um cabo extensor de HDMI e um adaptador de tomada de 9 watts. Ou seja, além da fácil instalação, podendo se adaptar a cada situação, a Amazon dá a possibilidade de ligar o equipamento na porta USB da TV ou diretamente na tomada.

A etapa de configuração é rápida. O Fire TV Stick 4K primeiro pede para se conectar à internet e você pode fazer isso através das redes de 2,4 GHz ou 5 GHz. Depois, a minha unidade de teste aproveitou para atualizar o software, pediu a minha conta da Amazon e, em poucos minutos, ele já estava pronto para ser usado.

Software e desempenho

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Recentemente, o Fire TV passou por uma boa repaginada no visual. Em relação à outra versão, o novo software traz um layout mais moderno, com atalhos bem posicionados e várias sugestões de conteúdos para você assistir na parte inferior. Eu, sinceramente, acho ele bem semelhante ao Google TV, devido aos botões redondos na tela; ambos, aliás, são mais bonitos que o Android TV. Por fim, vale mencionar que a área de configurações do Fire TV está mais organizada e fácil de navegar.

O meu aparelho já veio com Amazon Prime Video e Amazon Music pré-instalados. Na loja de aplicativos você encontra: Netflix, YouTube, Telecine Play, Apple TV+, Disney+, Paramont+, Funimation, Plex, Vix, Vivo Play, Dazn, Starzplay, Facebook Watch, DirecTV Go, Spotify e TuneIn. Globoplay e HBO Go continuam indisponíveis no Fire TV.

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Asphalt 8, Red Ball 4, PAC-MAN, The Crossing Dead e Stranger Things: The Game são alguns dos joguinhos disponíveis no catálogo. Há títulos que exigem o uso de um joystick, a exemplo de Hell and Back, porém você pode conectar um modelo Bluetooth. Aliás, graças ao Bluetooth 5.0, o usuário tem a liberdade de parear um fone de ouvido ou caixa de som ao equipamento da Amazon.

Eu tenho enfatizado que, quando se trata de desempenho, os novos Fire TVs estão à frente da concorrência. A Amazon parece ter trabalhado bastante nesse quesito e o resultado apareceu: a navegação, no geral, é fluida e eu não presenciei gargalos durante os testes. A versão 4K tem o mesmo hardware do Fire TV Stick Lite, com processador quad-core de 1,7 GHz e GPU IMG GE8300. Seria um diferencial ter um upgrade aqui, mas essa configuração deve atender a maioria das pessoas.

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Navegador do Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Navegador do Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

A alternância entre um aplicativo e outro é rápida, a experiência é ainda melhor se você utilizar os botões dedicados no controle; sair de um app e retornar à tela principal também não demora; já o navegador da Amazon não é um show de fluidez, entretanto funciona bem e carrega as páginas com rapidez; para quem joga, Asphalt 8 até roda bem com pouquíssimos engasgos, mas jogar com o controle enviado na caixa não é lá tão fácil.

O grande chamariz do Amazon Fire TV Stick 4K é a reprodução 4K: as resoluções vão de 720p (50 Hz) a 2160p (60 Hz). Se preferir, é possível deixar no modo automático, para o sistema escolher a melhor resolução. O dispositivo ainda se sobressai por ter suporte ao Dolby Vision e Dolby Atmos, HDR 10, HDR10+ e HLG.

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Por último, mas não menos importante, a Alexa está sempre disponível para responder perguntas, abrir e fechar aplicativos, tocar músicas e mais. Os comandos por voz são feitos a partir do botão dedicado no controle do Fire TV Stick 4K. E com um Amazon Echo de 4ª geração, eu consegui controlar o dongle mesmo distante.

Amazon Fire TV Stick 4K: vale a pena?

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Apesar da ausência de streamings como Globoplay e HBO Go, o Amazon Fire TV Stick 4K é um bom dispositivo para quem pensa em turbinar aquela smartTV antiga. O novo software, semelhante ao Google TV, traz um layout mais organizado, fácil de navegar e concentra os principais serviços na tela inicial. O controle remoto, com botões Alexa, Netflix e Disney+, é muito completo e independente: ele funciona por Bluetooth, pode ligar e desligar a TV, e permite controlar o volume.

O Amazon Fire TV Stick 4K só faz sentido, mesmo, para quem já tem um televisor ou monitor 4K, e pode ser uma alternativa ao Mi Box S, da Xiaomi, que aparece um pouco mais caro nas lojas. É claro que, se o seu televisor não suporta a resolução Ultra HD, o Fire TV Stick Full HD se torna a melhor opção nesse caso. A boa notícia é que a nova geração já traz o mesmo controle da variante 4K. Ainda assim, eu também não deixaria de olhar o Roku Express que, além de trazer uma interface bem amigável, entrega uma cartela de aplicativos superior em relação ao equipamento da Amazon.

Fonte da Notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *