Quem é a ex-namorada que acusa Diego Maradona de violência sexual – Esportes

Ilumina Pantanal é eleito projeto do ano na premiação internacional Solar & Storage Live Awards 2021 – Portal do Governo de Mato Grosso do Sul
novembro 25, 2021
Americanas, Ponto e outras fecham cerco e combatem produtos sem selo Anatel – Brasil – Tecnoblog
novembro 25, 2021

Quem é a ex-namorada que acusa Diego Maradona de violência sexual – Esportes





Diego Maradona não é lembrado apenas por seus gols espetaculares, dribles geniais e títulos marcantes. Um ano após a sua morte, completado nesta quinta-feira (25), Mavys Álvarez acusa o ex-jogador de violência sexual e tráfico de pessoas, em um esquema que teria envolvido até o governo cubano.


Hoje com 37 anos, Mavys mora e trabalha como empregada doméstica em Miami, nos Estados Unidos. Ela é casada, tem dois filhos e não raro se desabada em lágrimas quando conta a sua história. Nas palavras dela própria, “eu o queria, mas o odiava também.” 





As revelações vieram à tona no último outubro, mas referem aos anos 2000, quando a mulher ainda era adolescente. Segundo contou nas poucas conversas que aceitou ter com a imprensa e, mais recentemente, em uma entrevista coletiva, a cubana foi abordada em Havana, no meio da rua, por um amigo do jogador.


Acompanhada do amigo, ela foi apresentada, aos 16 anos, a Maradona, então perto de completar 40 anos. Para despistar os recepcionistas do hotel, a jovem teve de dizer que era italiana e estava ali como turista e fã do ex-jogador do Napoli. O craque estava na ilha para passar por um dos seus precessões de reabilitação contra o vício das drogas e, segundo conta, se sentia mal pelo término de um relacionamento.


“Deixei de ser uma criança. Toda a minha inocência foi roubada. É difícil. Você deixa de viver coisas inocentes que cabem a uma menina dessa idade. Não quero pensar muito nisso”, disse Mavys, que esteve em Buenos Aires para prestar esclarecimentos sobre o caso à Justiça da Argentina.


Em uma primeira entrevista, ao canal América TV, ela chegou a dizer que era abusada  enquanto a sua mãe era obrigada a ouvir tudo atrás da porta. Ainda de acordo com a mulher, ela obteve autorização do governo cubano para deixar Havana e seguir com o jogador para Buenos Aires, em 2001.


“Eu me deslumbrei. Ele me conquistou com flores, passeios e tudo muito bonito, sobretudo, nos primeiros meses de relacionamento. Mas, se passaram algo como dois meses e, tudo começou a mudar bastante”, disse a cubana, que revelou ter sido viciada em drogas.


Mavys disse ainda que tornar a história pública, e consequentemente tirar um peso de suas costas, foi o objetivo alcançado. A cubana afirma também que não está interessada no andamento do caso na justiça argentina.


Mulher que acusa Diego Maradona revela fotos antigas com o ídolo






Fonte da Notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *