Processo acusa Sony de pagar salário menor a mulheres na divisão PlayStation – Jogos – Tecnoblog

Hulk valoriza empate contra Palmeiras: ‘Forte mesmo sem titulares’ – Esportes
novembro 24, 2021
Auxiliar de Abel detona arbitragem no empate do Palmeiras – Esportes
novembro 24, 2021

Processo acusa Sony de pagar salário menor a mulheres na divisão PlayStation – Jogos – Tecnoblog

Uma ex-funcionária da divisão PlayStation da Sony está processando a empresa por discriminação entre gêneros. Na ação judicial movida na última segunda-feira (22), a profissional de T.I. acusou o escritório da companhia na Califórnia, nos EUA, de pagar salários menores a mulheres em relação a homens no mesmo cargo e demitir pessoas sem justa causa.


Escritório da Sony na Califórnia, nos EUA (Imagem: Coolcaesar/Wikimedia Commons)

As informações sobre o processo foram obtidas e noticiadas pelo Axios. De acordo com o site, por mais que a ação tenha apenas uma pessoa como autora, os documentos também incluem depoimentos de outras funcionárias mulheres cisgênero e trans que trabalharam na divisão PlayStation nos últimos quatro anos.

A ex-funcionária apontou que a Sony havia cometido discriminação de gênero por não padronizar a remuneração entre homens e mulheres e dar prioridade para homens na hora de preencher novas vagas. Ela ainda acusou a empresa de tratar profissionais mulheres de forma desrespeitosa.

Por exemplo, em uma parte do processo, a autora contou que um dos gerentes se recusava a fechar as portas das salas se estivesse sozinho com uma mulher. Além disso, esse mesmo indivíduo evitava falar com as funcionárias diretamente em reuniões e pedia sempre para um “um colega do sexo masculino” repassar as informações.

A autora também disse que não havia recebido uma proposta sequer de promoção durante os seis anos de serviço na Sony, mesmo perguntando com frequência o que ela poderia fazer para subir na empresa. No início deste ano, a ex-funcionária relatou todas essas situações aos líderes da companhia em uma carta, mas ela foi demitida logo depois.

A autora do processo tem apoio do DFEH da Califórnia

Para recorrer à Justiça, a autora da ação teve apoio do Department of Fair Employment and Housing (DFEH) da Califórnia — mesmo órgão do governo que abriu vários processos de má conduta no ambiente de trabalho contra a Activison Blizzard neste ano e contra a Riot Games em 2019. Por enquanto, a Sony ainda não comentou sobre o caso.

Com informações: Polygon, Kotaku.

Fonte da Notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *