Primeira etapa do programa Revoga-MS será divulgado nesta quarta em videoconferência – Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Xiaomi deixa de ser “empresa militar comunista chinesa” para os EUA | Negócios
maio 26, 2021
Pablo recebe proposta da Europa para deixar o Guarani – Esportes
maio 26, 2021

Primeira etapa do programa Revoga-MS será divulgado nesta quarta em videoconferência – Portal do Governo de Mato Grosso do Sul


O Governo do Estado realiza nesta quarta-feira (26), a partir das 10h, uma videoconferência para divulgar e entregar a primeira etapa do Revoga-MS. Foram convidados para reunião o governador Reinaldo Azambuja, secretários estaduais e chefes do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), TCE (Tribunal de Contas do Estado), Ministério Público e Assembleia Legislativa.

Em março, a Consultoria Legislativa entregou planilhas e sugestões de mudanças em 5.347 decretos publicados de 1979 a 1989. Estas sugestões foram encaminhadas para as secretarias estaduais, para que cada uma pudesse acatar as medidas e sugerir novas alterações.

A coordenadora da comissão Revoga-MS, a consultora legislativa Ana Carolina Ali Garcia, ressaltou nesta oportunidade que foram enviadas planilhas dos mais de 5 mil decretos sobre a revogação total, parcial ou manutenção dos atos, já com as sugestões feitas pela Consultoria Jurídica.

“O objetivo é melhorar o ambiente normativo, desburocratizar, combater o excesso de normas, muitas delas em desuso, e criar um ambiente de mais segurança ao setor produtivo”, destacou a consultora legislativa, Ana Carolina Ali Garcia.

Este trabalho começou em novembro de 2020, quando a Consultoria Legislativa se empenho em cumprir esta tarefa de analisar estes decretos. Em fevereiro deste ano foi criado oficialmente a comissão Revoga-MS. A expectativa é que sejam analisados 14.410 decretos estaduais que estão em vigor desde a criação do Estado. Os trabalhos serão conduzidos em quatro etapas.

“A primeira fase será entregue nesta quarta-feira (26), onde o governador Reinaldo Azambuja deve revogar esses decretos do período de 1979 a 1989”, finalizou a assessora da Conleg Analupe Urbieta.

 

Leonardo Rocha, Subcom
Foto: Saul Schramm



Fonte da Notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *