Comparativo: Redmi Note 10S ou Galaxy A52; qual comprar? | Celular

Antiga McLaren de Lewis Hamilton pode ser vendida por até US$ 36 milhões – Esportes
maio 23, 2021
Neymar? Alisson? Seleção brasileira tem que ser Gabigol e mais 10! – Futebol
maio 23, 2021

Comparativo: Redmi Note 10S ou Galaxy A52; qual comprar? | Celular

Redmi Note 10S ou Galaxy A52? Os dois são smartphones intermediários premium, da Xiaomi e da Samsung, respectivamente. Em comum, os celulares têm câmera 64 megapixels, tela Full HD+, memória RAM de 6 GB e Android 11 de fábrica. Mas há outros pontos na ficha técnica que podem fazer toda a diferença na hora da compra.

Para ajudar você a escolher qual é o melhor celular para seu dia a dia, comparamos especificações, recursos e preço do Redmi Note 10S e do Galaxy A52. Acompanhe a seguir.

Redmi Note 10S vs Galaxy A52 (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Redmi Note 10S vs Galaxy A52 (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Tela e design

Com tamanho de tela semelhante (6,43” para o Redmi Note 10S e 6,5” para o Galaxy A52), os smartphones também compartilham a mesma resolução de tela, Full HD+. A Xiaomi investe um painel AMOLED para seu intermediário premium, assim como a Samsung entrega display Super AMOLED para o A72. Na prática, teremos boa definição, cores vivas e contrastes intensos nos dois modelos.

A diferença fica por conta da taxa de atualização da tela, que é de 60 Hz (padrão) no Redmi Note 10S e 90 Hz no Galaxy A52. Vale lembrar que há ainda uma versão 5G do Galaxy A52 disponível no Brasil, que é mais cara, mas traz tela de 120 Hz.

Samsung Galaxy A52 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Samsung Galaxy A52 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Isso quer dizer que o smartphone da Samsung vai entregar maior fluidez gráfica, o que é perceptível ao navegar pela interface (com transições mais suaves), abrir aplicativos e visualizar animações. Quem curte uma jogatina pelo smartphone também sai beneficiado dessa história.

O Galaxy A52 tem vidro Gorilla Glass 5 para proteger a tela contra arranhões e riscos no dia a dia, e fica à frente do Redmi Note 10S, que traz Gorilla Glass 3. Além disso, o celular da Samsung tem certificação IP67 contra água e poeira, sendo portanto mais resistente do que o da Xiaomi, que tem proteção IP53, contra respingos. Além disso, o Galaxy A52 tem sensor de digitais sob a tela, enquanto o Redmi Note 10S traz o leitor na lateral do aparelho.

Redmi Note 10S (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Em termos de dimensões, os dois celulares têm praticamente a mesma altura e espessura, mas o da Samsung é mais pesado. Ambos estão disponíveis em diversas opções de cores (veja a tabela no fim do texto), então você provavelmente vai encontrar o tom que mais combina com seu estilo.

Desempenho e memória

Passando aos processadores, temos de um lado o Snapdragon 720G do Galaxy A52, e do outro o MediaTek Helio G95, do Redmi Note 10S.

Ambos são feitos com recursos voltados para jogos, mas o Helio G95 em geral oferece performance mais agressiva nesse sentido, com alcance gráfico superior, o que também pode ficar a mercê da otimização da fabricante do smartphone.

Samsung Galaxy A52 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Samsung Galaxy A52 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Já o SD 720G é um chip mais versátil, que entrega melhor eficiência energética e tende a fornecer melhor desempenho para a câmera. Porém, na prática, o Galaxy A52 mostrou sinais de engasgos com gráficos no máximo em Asphalt 9, por exemplo.

Os processadores trabalham em conjunto com memória RAM de 6 GB, o que deve dar fluidez e fôlego o suficiente para multitarefa e apps em segundo plano.

Já o armazenamento interno é de 128 GB no Galaxy A52, enquanto o Redmi Note 10S traz duas opções: 64 GB ou 128 GB. Todos eles contam com entrada para cartão microSD.

Câmeras

As câmeras do Redmi Note 10S e do Galaxy A52 têm semelhanças, como o fato de serem quatro lentes traseiras e uma frontal, e de o sensor principal ter 64 megapixels. A Samsung, porém, sai na frente ao oferecer estabilização óptica de imagem (OIS) para evitar trepidações com maior eficácia.

Já os demais sensores tendem a dar vitória para o A52. O que acompanha a lente ultrawide tem 12 MP (contra 8 MP no Redmi Note 10S), entregando imagens com exposição equilibrada e amplo alcance dinâmico, cores saturadas na medida certa também são um ponto forte.

Xiaomi Redmi Note 10S (Imagem: Divulgação/DL Eletrônicos)

Xiaomi Redmi Note 10S (Imagem: Divulgação/DL Eletrônicos)

Já a lente macro no aparelho da Samsung tem 5 MP, uma resolução mais aceitável do que os 2 MP do Redmi Note 10S, embora não seja tão eficiente quanto a câmera ultrawide híbrida de 16 megapixels do Moto G100.

A câmera frontal do Galaxy A52 tem 32 MP (f/2,2) e o trunfo de filmar em 4K a 30 fps, enquanto a do Redmi Note 10S é limitada a gravações em Full HD (1080p). Para selfies, o celular da Xiaomi traz 13 MP (f/2,4).

Bateria e conectividade

De primeira, vemos facilmente alguns atrativos para o Redmi Note 10S. Além de ter maior capacidade de bateria (5.000 mAh contra 4.500 mAh), ele traz carregamento rápido de 33 watts. Com uma tela de 60 Hz, que gasta menos energia do que os 90 Hz do A52, espera-se que o telefone tenha maior autonomia.

Por outro lado, o Galaxy A52 não decepciona nesse quesito. Nos testes feitos pelo Tecnoblog, o smartphone da Samsung entregou excelentes resultados, provando que o Snapdragon 720G realmente faz um bom trabalho no gerenciamento de energia. O carregamento rápido aqui é de 25 W, que promete 50% de bateria em 30 minutos.

Galaxy A52 (Imagem: Divulgação/Samsung)

Galaxy A52 (Imagem: Divulgação/Samsung)

Em termos de conectividade, os modelos citados suportam redes 4G. O Galaxy A52 é vendido no Brasil em uma outra variante com 5G – ainda que a quinta geração não seja uma realidade no país, é legal ver que a Samsung está trazendo essa possibilidade para smartphones intermediários.

Além disso, o Redmi Note 10S traz Bluetooth 5.1, enquanto o A72 fica com Bluetooth 5.0, e ambos trazem tecnologia NFC para pagamentos por aproximação

Sistema operacional

Tanto o Galaxy A52 quanto o Redmi Note 10S saem de fábrica com o Android 11, que é a versão estável do sistema mais recente considerando sua data de lançamento. A diferença fica pela interface, que é a MIUI 12 no modelo da Xiaomi e a One UI 3.1 no celular da Samsung.

No geral, a One UI costuma agradar mais usuários por proporcionar uma experiência mais limpa, enquanto a Xiaomi costuma incluir anúncios e mais apps desnecessários em sua interface. Entretanto, ultimamente ela vem sendo criticada por estar matando apps em segundo plano como forma de otimizar o consumo de energia.

Samsung Galaxy A52 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Samsung Galaxy A52 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

A Xiaomi não revelou por quanto tempo pretende manter atualizações de versão do sistema para o Redmi Note 10S, já a Samsung garante três anos de atualizações do Android para alguns modelos da linha Galaxy A, incluindo o A52 (ou seja, deve chegar até o Android 14, neste caso).

Preço e custo-benefício: Redmi Note 10S ou Galaxy A52?

O Redmi Note 10S chegou ao Brasil por um preço mais baixo do que o Galaxy A52. O celular da Xiaomi foi lançado por R$ 2.799 aqui, enquanto o da Samsung teve sua estreia por R$ 3.299, na versão 4G.

Entretanto, a alta desvalorização no comércio eletrônico já permite encontrar o Galaxy A52 por a partir de R$ 1.899, o colocando em vantagem para quem está em busca do menor preço.

Nesse cenário, o Galaxy A52 deve entregar o melhor custo-benefício para a maior parte dos usuários que estão em busca de um intermediário robusto, com boa autonomia, câmeras eficientes para o segmento e resistência à água. Ele também deve executar bem a maioria dos jogos.

Lembrando: caso você não abra mão da maior performance gráfica, o Redmi Note 10S deve ser uma opção mais interessante. Ainda assim, para fãs da Xiaomi, vale a pena olhar o Redmi Note 10 Pro, que tem tela com taxa de atualização de 120 Hz e pode ser uma opção mais acertada, no fim das contas.

Ficha técnica: Redmi Note 10S vs Galaxy A52

Xiaomi Redmi Note 10S Samsung Galaxy A52
Lançamento no Brasil Maio de 2021 Março de 2021
Preço de lançamento a partir de R$ 2.799 R$ 3.299
Tela AMOLED de 6,43”, Full HD+, 60 Hz Super AMOLED de 6,5 polegadas, Full HD+, 90 Hz
Processador MediaTek Helio G95 (octa-core de até 2,05 GHz) Snapdragon 720G (octa-core de até 2,3 GHz)
Memória RAM 6 GB 6 GB
Armazenamento 64 ou 128 GB (expansível via microSD) 128 GB (expansível via microSD)
Câmera traseira
  • Principal: 64 MP (f/1,8)
  • Ultrawide: 8 MP (f/2,2)
  • Profundidade: 2 MP (f/2,4)
  • Macro: 2 MP (f/2,4)
  • Principal: 64 MP (f/1,8), OIS
  • Ultrawide: 12 MP (f/2,2)
  • Profundidade: 5 MP (f/2,4)
  • Macro: 5 MP (f/2,4)
Câmera frontal 13 MP (f/2,45) 32 MP (f/2,2)
Filma em Até 4K a 30 fps Até 4K a 30fps
Bateria 5.000 mAh carregamento rápido de 33 W 4.500 mAh
Sistema operacional Android 11 (MIUI 12) Android 11 (One UI 3.1)
Resistência à água e poeira IP53 IP67
Conectividade 4G, 3G, Wi-Fi, Bluetooth 5.1 e NFC 4G, 3G, Wi-Fi, Bluetooth 5.0 e NFC
Dimensões 160,46 x 74,5 x 8,29 mm 159,9 x 75,1 x 8,4 mm
Peso 178,8 gramas 189 gramas
Cores azul, cinza e branco branco, violeta, azul e preto

Com informações: Xiaomi e Samsung

Fonte da Notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *