Bitcoin despenca após CFO do Twitter dizer que investimento não faz sentido – Finanças – Tecnoblog

De 14º ao acesso tranquilo: Enderson ajuda na mudança do Botafogo e é fundamental em campanha – Lance
novembro 17, 2021
Reestruturação nas carreiras reflete prioridade do governo na segurança pública  – Portal do Governo de Mato Grosso do Sul
novembro 17, 2021

Bitcoin despenca após CFO do Twitter dizer que investimento não faz sentido – Finanças – Tecnoblog

Os preços do bitcoin (BTC), ether (ETH) e de outras das principais criptomoedas do mercado despencaram nesta terça-feira (16). Esses ativos já vinham enfrentando pressão de venda desde os últimos recordes registrados na semana passada. Agora, comentários negativos do diretor financeiro do Twitter, novas regras fiscais nos EUA e a alta do dólar americano contribuíram para a desvalorização de hoje.

Bitcoin despenca
Bitcoin (Imagem: Roy Buri/Pixabay)

Bitcoin e ether caem quase 20% desde novos recordes

Segundo o índice CoinDesk, o bitcoin chegou a ser negociado por US$ 58,6 mil nesta manhã, acumulando cerca de 6% de desvalorização nas últimas 24 horas. Em comparação com seu atual recorde de preço de US$ 68,9 mil, registrado no dia 10 de novembro, a principal criptomoeda do mercado já perdeu quase 20% de valor desde então.

Preço do bitcoin nas últimas 24 horas (Imagem: Reprodução/Coindesk)
Preço do bitcoin nas últimas 24 horas (Imagem: Reprodução/Coindesk)

Já o ether, a segunda maior moeda digital em valor de mercado e nativa do blockchain Ethereum, registra cerca de 7% de queda nas últimas 24 horas. A criptomoeda também bateu novos recordes na semana passada, chegando a ser negociado por até US$ 4.865, mas seu preço despencou até US$ 4.111 nesta terça-feira.

 Preço do ether nas últimas 24 horas (Imagem: Reprodução/Coindesk)
Preço do ether nas últimas 24 horas (Imagem: Reprodução/Coindesk)

O movimento de mercado já é esperado. Sempre que esses ativos digitais atingem recordes, uma onda de vendas ocorre logo depois, resultado de investidores capitalizando a valorização das criptomoedas. No entanto, há outros fatores que impulsionaram essa tendência.

“Não faz sentido investir”, diz CFO do Twitter

Os recentes comentários do CFO do Twitter, Ned Segal, potencialmente contribuíram para a desvalorização do bitcoin e do ether. O executivo afirmou em entrevista ao Wall Street Journal que investir em criptomoedas “não faz sentido” neste momento, se referindo à possibilidade da gigante das redes sociais entrar nesse mercado.

Ele citou a volatilidade de preços e a falta de regras fiscais apropriadas para esse tipo de ativo como as principais características que impedem a empresa de diversificar sua carteira de investimentos. Ainda que não existisse rumor ou expectativa nenhuma sobre uma possível entrada do Twitter nesse setor, as corretoras do mundo todo observaram a aceleração no ritmo de vendas logo após a reportagem do Wall Street Journal ser publicada.

Como ativar as gorjetas no Twitter [Tip Jar] / Photo by Alexander Shatov on Unsplash
Ícone do Twitter (Imagem: Photo by Alexander Shatov on Unsplash)

Claro, Segal não tem a mesma influência que outros empresários (Elon Musk) exercem sobre o mercado de criptomoedas. A tendência de venda também foi impulsionada por outros fatores políticos e econômicos.

Governo dos EUA aprova novas regras para criptomoedas

O destaque fica para as novas regras fiscais sobre criptomoedas nos Estados Unidos, implementadas após o presidente Joe Biden assinar o projeto bipartidário de infraestrutura de US$ 1 trilhão nesta última segunda-feira. Com ele, uma nova lei determina que corretoras devem declarar à Receita Federal informações sobre transações de moedas digitais cujo valor seja superior a US$ 10 mil.

No entanto, essas novas regras preocupam a comunidade cripto. Acontece que a definição de “corretora” ficou ampla e vaga, abrindo perigosas brechas para que o governo americano trate desenvolvedores de software em blockchain, carteiras digitais e mineradores de criptomoedas incorretamente como corretoras, os incluindo assim nas novas exigências fiscais.

Dólar sobe e deixa bitcoin menos atrativo

Bitcoin e dólar americano (Imagem: David McBee/Pexels)
Bitcoin e dólar americano (Imagem: David McBee/Pexels)

Por fim, mas não menos importante, o preço do dólar é outro fator que está prejudicando o valor das principais criptomoedas. Especialmente nestes últimos dois anos, a insegurança sobre a moeda americana levou muitas pessoas a empresas a apostar no bitcoin, por exemplo, como reserva de valor, se protegendo da desvalorização monetária e da inflação.

No entanto, ao passo que o dólar sobe e demonstra maior estabilidade, o uso dessas criptomoedas para essa finalidade é enfraquecido. Mesmo assim, diante da agitação do mercado sobre futuros projetos de metaversos, NFTs e finanças descentralizadas, tanto o bitcoin como o ether seguem com potencial para atingir novos recordes de preço.

Com informações: CoinDesk, Wall Street Journal

Fonte da Notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *