AMD e MediaTek formam parceria para levar Wi-Fi 6E a PCs com chip Ryzen – Computador – Tecnoblog

Melhor jogador da Libertadores receberá anel com 122 diamantes – Prisma
novembro 19, 2021
Ações e novos equipamentos para reduzir mortalidade materna e infantil – Portal do Governo de Mato Grosso do Sul
novembro 19, 2021

AMD e MediaTek formam parceria para levar Wi-Fi 6E a PCs com chip Ryzen – Computador – Tecnoblog

A Intel faz questão de destacar a compatibilidade de seus processadores recentes com o padrão Wi-Fi 6E. A AMD quer seguir pelo mesmo caminho. É por isso que a companhia anunciou, nesta semana, uma parceria com a MediaTek. O acordo entre ambas permitirá à tecnologia chegar mais facilmente a computadores baseados em chips Ryzen.

Módulo Filogic para Wi-Fi 6 e 6E (imagem: reprodução/MediaTek)

Módulo Filogic para Wi-Fi 6 e 6E (imagem: reprodução/MediaTek)

Apesar de ter sido oficializada agora, a parceria existe há alguns meses. A prova surgiu em maio, quando o PC portátil Aya Neo foi lançado oficialmente. Na ocasião, o AnandTech e outros veículos notaram que a versão final do dispositivo tem um módulo para Wi-Fi 6E identificado como AMD RZ608.

Esse detalhe causou surpresa, afinal, a AMD não desenvolve módulos para Wi-Fi. Mas o AnandTech não demorou para descobrir que, na verdade, o componente é um módulo MediaTek MT7921K fornecido com a marca da AMD.

Com o anúncio desta semana, AMD e MediaTek tornam essa parceria oficial. Dela saem dois produtos: o próprio módulo AMD RZ608, que trabalha com canais de 80 MHz e pode transmitir dados a até 1,2 Gb/s (gigabits por segundo); e o módulo AMD RZ616, que trabalha com canais de 160 MHz e taxa de 2,4 Gb/s.

Ambos os componentes são baseados no chip Filogic 330P, da MediaTek, que é compatível com Wi-Fi 6 2×2 (nas frequências de 2,4 GHz e 5 GHz) e Wi-Fi 6E (nas bandas de 6 GHz a 7,125 GHz). O chip também suporta o padrão Bluetooth 5.2.

Os dois módulos têm ainda formato M.2 2230. O AMD RZ616 também conta com uma versão baseada em M.2 1216, um formato bastante pequeno e, portanto, adequado a equipamentos portáteis.

De acordo com a AMD, os módulos RZ608 e RZ616 estarão presentes em notebooks e desktops com processador Ryzen lançados a partir de 2022.

Processador AMD Ryzen Pro (imagem: divulgação/AMD)

Processador AMD Ryzen Pro (imagem: divulgação/AMD)

Parceria diminui distância em relação à Intel

Há uma boa razão para a AMD apostar em uma parceria com uma empresa que não tem tradição em soluções para PCs: diminuir a distância em relação à sua principal rival.

Ao contrário da AMD, a Intel tem chips para Wi-Fi próprios e, desde maio de 2020, é dona da Rivet Networks, empresa conhecida pelos módulos para Wi-Fi da marca Killer.

Tanto a AMD quanto a MediaTek asseguram que os novos módulos foram otimizados para proporcionar boa experiência. Com relação a esse aspecto, ambas afirmam que “desenvolveram e certificaram interfaces PCIe e USB para estados avançados de hibernação e administração de energia, que são elementos vitais nas experiências de uso dos clientes”.

Fonte da Notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *