Alcinópolis garante novas moradias a 25 famílias e Angélica define tratativas para conclusão de 10 casas

Para desburocratizar o Estado, Reinaldo Azambuja revoga 4.433 decretos – Portal do Governo de Mato Grosso do Sul
maio 26, 2021
Em sua segunda temporada na Europa, Anderson Oliveira se destaca pelo Portimonense – Lance
maio 26, 2021

Alcinópolis garante novas moradias a 25 famílias e Angélica define tratativas para conclusão de 10 casas


Agehab recebeu as prefeituras e reafirmou a parceria do governo estadual com o sul-mato-grossense

Maria do Carmo, Lucas Santti, Rodrigo Barbosa e Horácio Pereira (da esquerda para direita)

Atendendo aos municípios de Alcinópolis e Angélica em suas principais demandas para garantir casas a população dos respectivos municípios, Maria do Carmo Avesani Lopez, diretora-presidente da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab), conversou com autoridades municipais na tarde da última terça-feira (25). Cada localidade desponta um cenário.

O prefeito de Alcinópolis, Dalmy Crisóstomo da Silva, e o secretário de Assistência Social, Aloísio Martins Pereira, entregaram nas mãos de Maria do Carmo, a documentação de 25 famílias que serão beneficiadas com um lar através do Programa Substituição de Moradia Precária. Após análise e confirmação dos dados, as mesmas devem aguardar a conclusão das obras; caso haja quem não cumpra com a etapa, reservistas são inclusos na lista principal.

No primeiro instante da reunião, Carlos Augusto, técnico de habitação, e Ubiratan Rebouças, coordenador especial de apoio administrativo, ambos da Agehab, atenderam os representantes municipais.

Dalmy Crisóstomo, Ubiratan Rebouças, Aloísio Manrtins e Carlos Augusto (da esquerda para direita)

Com o intuito de retomar a construção de dez unidades habitacionais no distrito de Ipezal, em Angélica, Rodrigo Barbosa demonstrou proatividade durante toda a reunião. O Secretário de Planejamento do município acordou com a diretora-presidente os próximos passos a serem feitos na obra e os investimentos que deve ser aplicado na mesma, tanto para a autarquia quanto para a Prefeitura Municipal. As unidades habitacionais são do Programa Oferta Pública.

O Programa de Regularização Fundiária também foi destaque do encontro que contou com as participações dos engenheiros, Madson Ramão (Agehab) e Lucas Santti (Prefeitura de Angélica). O gerente de empreendimentos da autarquia, Horácio Pereira, também participou tirando dúvidas.

“Esses trabalhos só reforçam o comprometimento que o Estado tem para com os seus”, concluiu Maria do Carmo.

Davi Nunes Souza, Agehab



Fonte da Notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *