Ações e novos equipamentos para reduzir mortalidade materna e infantil – Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

AMD e MediaTek formam parceria para levar Wi-Fi 6E a PCs com chip Ryzen – Computador – Tecnoblog
novembro 19, 2021
Atlético-MG já fala em renovação de contrato do atacante Hulk – Esportes
novembro 19, 2021

Ações e novos equipamentos para reduzir mortalidade materna e infantil – Portal do Governo de Mato Grosso do Sul



O projeto Bem Nascer, lançado nesta sexta-feira, dia 19, pelo governador Reinaldo Azambuja é um conjunto de ações e investimentos que buscam reduzir o índice de mortalidade materna e infantil. Isso porque, a maior parte desses óbitos estão associados a falta de acesso aos serviços de saúde e à qualidade da assistência e são, portanto, considerados preveníveis.

Aqui no Estado, em 2021, foram registrados até o momento 45 óbitos maternos. Com a implantação do Projeto a redução do óbito materno deve chegar a 10% anualmente.

O governador ressaltou que além de equipar os municípios, o projeto visa intensificar as consultas do pré-natal, fazer a estratificação de risco gestacional e fazer acompanhamento diferenciado da gestante de alto risco, em especial, as obesas e hipertensas. 

Todos os 79 municípios de Mato Grosso do Sul estão aderindo ao Projeto e 75 deles serão contemplados com a entrega dos aparelhos de ultrassons, avaliados em R$ 155 mil cada. O total investido na aquisição é de R$ 11.625.000,00.

A madrinha do projeto, a primeira dama Fátima Azambuja, ressaltou que vai trabalhar para o sucesso do trabalho.

Os municípios de Pedro Gomes, Novo Horizonte do Sul, Glória de Dourados e Taquarussu, por não possuir estrutura nem médico para operar o ultrassom e emitir laudo, terão cobertura das unidades hospitalares referências, de acordo com a regulação de leitos. 

A meta até 2030 é reduzir a razão de mortalidade materna para menos de 30 por 100 mil nascidos vivos.

 

Katiuscia Fernandes – Subcom

Foto: Chico Ribeiro



Fonte da Notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *