10 games com protagonistas negros – Jogos – Tecnoblog

Todt defende punição para Hamilton no Brasil
novembro 20, 2021
Oficinas tecnológicas são ministradas em escola estadual de Dourados – Portal do Governo de Mato Grosso do Sul
novembro 20, 2021

10 games com protagonistas negros – Jogos – Tecnoblog

Dia 20 de novembro é o Dia da Consciência Negra é uma data para celebrar e também refletir sobre o papel das pessoas negras na sociedade. Embora o espaço dado a personagens negros ainda não seja o ideal, é possível encontrar ótimos personagens. Confira uma lista com 10 games com protagonistas negros.

Imagem Aveline em Assassin's Creed Liberation
Assassin’s Creed III: Liberation é um dos games com protagonistas negros (Imagem: Divulgação Ubisoft)

A lista deixa alguns personagens famosos de fora, mas a ideia é apresentar protagonistas negros com características e histórias únicas. Alguns deles podem não estar em jogos tão badalados, mas a ideia foi apresentar uma lista um pouco diferente das vistas por aí. De qualquer forma, você pode aproveitar os comentários para postar os seus favoritos.

10. Remember Me – Nilin

Protagonistas negros nos games - Nilin em Remember Me
Nilin em Remember Me (Imagem: Reprodução/ Dontnod Entertainment)

Nilin uma hacker e ativista que luta contra uma corporação que tem o controle sobre as memórias das pessoas em uma Paris futurista distópica e cheia de desigualdades.

No decorrer do game, Nilin descobre ser um dos poucos indivíduos capazes, não apenas roubar, mas também de manipular memórias. A partir desse ponto ela resolve assumir seu papel em uma revolução para derrubar a corporação, enquanto descobre segredos de seu passado.

Fica aí a indicação para quem gosta de um jogo com temática cyberpunk.

9. Tekken 7 – Eddy Gordo

Personagens negros nos games - Eddy Gordo
Eddy Gordo em Tekken 7 (Imagem: Divulgação / Bandai-Namco)

O capoeirista brasileiro fez sua estreia em 1997 com o lançamento de Tekken 3. Eddy foi preso aos 19 anos, após ter que assumir a responsabilidade pela morte de seu pai que estava prestes a derrubar um cartel de drogas.

Na prisão, Eddy conhece um mestre de capoeira que lhe ensina tudo o que sabe durante os oito anos que ficou preso.

Com uma jogabilidade fácil de aprender, movimentos rápidos e acrobáticos, Eddy se tornou um dos personagens mais populares de Tekken 3 e um dos maiores representantes da capoeira nos games.

No decorrer dos títulos, Eddy passa seus conhecimentos para a neta de seu mestre, a também brasileira Christie Monteiro, luta para conseguir uma cura para a grave doença de seu mestre e se junta à Jin Kazama para tentar derrubar Kazuya Mishima, o verdadeiro responsável pela morte de seu pai.

8. Gears of War – Augustus Cole

Imagem Augustus Cole Gears of War
Cole é um dos personagens mais carismáticos de Gears of War (Imagem: Reprodução / Xbox Game Studios)

Cole “O Trem” é um dos principais personagens da série Gears of War. Ele foi um famoso jogador de “Trashball”, esporte que lembra o futebol americano no mundo de Gears.

Após o Emergency Day e a invasão Locust, que ocasionou a morte de seus pais, Cole abandonou a vida de esportista e celebridade. Sua ida para o exército, motivou muitos a se alistarem e terem esperanças de vencerem os Locust.

Cole pode não ser o protagonista de Gears of War, porém marcou presença em diversos games da franquia e continuou ajudando os novos personagens da série no campo de batalha.

7. Watch Dogs 2 – Marcus Holloway

Imagem Marcus Holloway - Watch Dogs 2
Marcus Holloway em Watch Dogs 2 (Imagem: Divulgação/ Ubisoft)

Marcus Holloway foge de alguns esteriótipos de personagens negros. Ele não é um atleta, um militar ou um gangsta, mas sim um hacker.

Após ser acusado e punido injustamente por crime digital, Marcus decide se juntar a uma iniciativa de hackers para combater a Blume, empresa responsável pelo principal sistema de segurança e detentora do monopólio de informação no mundo de Watch Dogs.

Apesar de sua história, Marcus tem uma personalidade mais leve e garante um tom bastante diferente de Aiden, protagonista do primeiro título da série.

6. Dandara – Dandara

Imagem Dandara
Dandara é a protagonista do seu próprio game (Imagem: Divulgação / Long Hat House)

Dandara é a protagonista do metroidvania produzido pelo estúdio brasileiro Long Hat House. A personagem é inspirada em Dandara dos Palmares descrita como uma guerreira e líder no Quilombo dos Palmares.

Mesmo que não existam registros de sua imagem, Dandara ganhou status de lenda. A personagem do game também luta por liberdade e tem o objetivo de trazer o equilíbrio para seu mundo, em um universo que apresenta diversos elementos da cultura brasileira.

5. Uncharted 4 e Uncharted Lost Legacy – Nadine Ross

Imagem Nadine Ross - Uncharted 4
Nadine Ross é uma das principais antagonistas de Uncharted (Imagem: Reprodução / Naughty Dog)

Nadine Ross é uma das principais antagonistas de Uncharted 4. Ela está na lista por ser uma mulher forte, não apenas fisicamente, mas por sua personalidade, inteligência e habilidades de combate. Nadine chegou a dar algumas surras nos irmãos Drake, sendo um perigo constante durante todo o jogo.

Um dos pontos interessantes é que Nadine decide fazer as coisas ao seu modo e muitas vezes diverge de seu “chefe”. Algo que foge do clichê “capanga-braço-direito-obediente”. Tanto que em certo momento do game, ela desiste de tomar um determinado risco, abandona o patrão playboy e garante sua sobrevivência.

Em Uncharted Lost Legacy, Nadine retorna como coprotagonista, formando uma ótima dupla com Chloe Frazer. Neste jogo, descobrimos um pouco mais de seu passado e conhecemos outro lado de sua personalidade.

4. Spider-Man: Miles Morales – Miles Morales

Imagem Miles Morales
Miles Morales em seu jogo (Imagem: Divulgação/ Insomniac Games)

Pensei duas vezes em colocar Miles Morales na lista por não ser um personagem criado para os games, mas ele participou de alguns jogos e protagonizou o recente Spider-Man: Miles Morales que mostra uma nova perspectiva do herói.

A maneira como o roteiro coloca Miles se tornando o novo protetor de Nova York na ausência de Peter Parker, ao mesmo tempo em que mostra a necessidade dele construir a sua própria identidade como herói, lidando com os conflitos típicos da juventude. Esses aspectos são interessantes e fazem com que você se conecte com ele.

Spider-Man: Miles Morales é um jogo tão bom ou até melhor do que Spider-Man de 2018, por ser uma aventura mais concisa e objetiva.

3. Assassin’s Creed III: Liberation – Aveline de Grandpré

Protagonistas negros nos games- Imagem Aveline em Assassin's Creed III: Liberation
Aveline em Assassin’s Creed III: Liberation (Imagem: Reprodução/ Ubisoft)

Aveline foi a primeira protagonista feminina em Assassin’s Creed. Não apenas isso, como também foi a primeira protagonista negra nos games da série. Aveline é filha de uma escrava com um comerciante bem-sucedido. Dessa maneira, ela consegue circular entre a alta sociedade da Louisiana, enquanto liberta escravos e enfrenta os templários nos anos de 1700.

O jogo aproveita o contexto histórico para utilizar uma das principais características dos Assassinos: a furtividade. Aveline pode se vestir como serviçal e assim descobrir segredos em lugares onde só escravos poderiam chegar, enquanto usa seus trajes de dama para frequentar ambientes ricos e descobrir outros pontos das conspirações.

Além disso, não é todo protagonista de joguinho que recebe um rótulo de vinho com o seu nome, não é mesmo?

Imagem vinho Aveline Assassin's Creed
Vinho de Aveline (Imagem: Divulgação/ Lot18)

Isso aconteceu em 2018, quando a Ubisoft fez acordo com a produtora de vinhos Lot18 e lançou uma linha de rótulos baseados na série.

2. The Walking Dead: Primeira Temporada – Lee Everett

Protagonistas negros nos games - Lee em Telltale's The Walking Dead
Lee foi o mentor de Clementine em The Walking Dead (Imagem: Reprodução / Skybound Interactive)

Lee era um professor de história que estava sendo preso após matar acidentalmente um político que tinha um caso com sua esposa, mas o início do apocalipse zumbi fez com que sua vida mudasse novamente.

Durante a história, Lee acaba liderando de um grupo de sobreviventes e mais tarde, após um resgate, acaba assumindo a tutela de Clementine. Uma garotinha que embora esperta, não teria chances de sobreviver por muito tempo em um mundo dominado por zumbis.

Ao ter que assumir a paternidade inesperada, Lee ensina Clementine a sobreviver no mundo hostil, enquanto tenta passar princípios para a menina, lidera um grupo em meio a perigos e conflitos.

Esses fatores tornam Lee um dos melhores protagonistas negros nos games. Ele também seria uma presença certa em uma lista sobre os “Melhores pais do mundo do games”.

A primeira temporada de The Walking Dead tem uma história cativante e um final muito emocionante. Vale a pena jogar.

1. The Walking Dead – Clementine

Protagonistas negros nos games - Imagem Clementine em The Walking Dead
Clementine em The Walking Dead (Imagem: Reprodução/ Skybound Interactive)

Clementine fica na primeira posição dessa lista de protagonistas negros dos games, não apenas por ser uma ótima personagem, mas por termos a possibilidade de acompanhar todo o seu crescimento e desenvolvimento.

Acompanhamos Clem, desde quando ela era uma garotinha, no início do apocalipse zumbi, passando por seu aprendizado com Lee, a infância difícil sobrevivendo sozinha ou em grupos aleatórios no decorrer dos quatro jogos da série principal.

Quando chegamos ao quarto e último título, vemos uma jovem segura, que se vira muito bem e completa um ciclo, ao liderar seu próprio grupo e procurando transmitir o conhecimento e valores aprendidos com Lee para o pequeno AJ.

Em 2018, quando a TellTale abriu falência e a produção do jogo foi paralisada, fiquei preocupado que o game não fosse concluído, mas a Skybound Interactive assumiu o controle após alguns meses e terminou o desenvolvimento do título.

Apesar de ser um pouco mais curta do que os outros capítulos, a quarta temporada de The Walking Dead encerra todos os arcos criados desde a primeira temporada e vale a sua atenção.

Ainda que o mundo esteja mudando é importante que exista mais inclusão e diversidade para que mais histórias sejam contadas, abordando cada vez mais perspectivas diferentes.

Fonte da Notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *